Alvarinho

A casta Alvarinho, considerada a mais nobre das castas de uvas da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, é branca, de cacho pequeno e bago miúdo. É uma casta de alta qualidade, de baixa produção e elevada rusticidade.

Os monovarietais de alvarinho de Monção e Melgaço distinguem-se pela sua riqueza aromática, elegância e complexidade no sabor, por ser um vinho de corpo inteiro, com teores alcoólicos relativamente elevados e com uma acidez equilibrada.

O vinho Alvarinho é um pouco diferente dos restantes Vinhos Verdes, caracteriza-se por apresentar uma cor intensa, palha, com reflexos citrinos, aroma intenso, distinto, delicado e complexo, que vai desde o marmelo, pêssego, banana, limão, maracujá e líchia, a flor de laranjeira e violeta, a avelã e noz e a mel, sendo o sabor complexo, macio, redondo, harmonioso, encorpado e persistente, para além disso possui uma elevada graduação alcoólica (entre 11º e 14º) e boa capacidade de envelhecimento evidenciando, assim, as notáveis qualidades desta casta.

A natureza única deste vinho exige que seja bebido fresco, a uma temperatura entre os 10.º e os 12.º, mas deve ser arrefecido lentamente para que conserve o aroma.

Tem carácter requintado e é, pela sua originalidade, considerada por muitos espertos do ramo um dos melhores vinhos brancos do mundo.